Skip to main content

Como aumentar o Engajamento dos colaboradores da sua empresa

Introdução

Engajamento do funcionário é uma das prioridades das empresas mais eficientes do mundo. Estas empresas buscam com diversas ações engajar seu público interno, afinal:

  1. Um funcionário engajado produz mais por se sentir emocionalmente vinculado ao seu trabalho. Ele(a) acredita que pode ser extremamente relevante nos desafios da empresa e quer ajudar a construir o impacto gerado pela empresa.
  2. Um funcionário engajado é mais conectado com a empresa, e tende a não considerar apenas o fator financeiro quando recebe uma proposta de uma outra empresa.
  3. Um funcionário engajado vai além do seu “job description” e das tarefas passadas por seu líder, e assume um papel de “resolvedor de problemas”, garantindo uma melhor solução de seus clientes e fomentando a cultura da inovação.
  4. Um funcionário engajado vira um advogado da marca da empresa, passando a trabalhar ativamente para divulgar positivamente os esforços de seu empregador e recomendar vagas para seus colegas mais talentosos.

Entretanto, segundo a consultoria americana Gallup, apenas 13% dos funcionários é engajado no trabalho. Este número explica o porquê de termos índices tão baixos de produtividade e altíssima rotatividade não forçada de talentos.

Os desperdícios que são gerados pelo baixo engajamento de funcionários são gigantescos [quanto custa um colaborador de$engajado – veja aqui],

Este material visa trazer uma visão bastante prática sobre os principais passos que podem ser dados HOJE para desenvolver uma equipe altamente Engajada, o que gerará impacto positivo em toda a organização. Como é um assunto bastante abrangente, colocamos diversos links com ferramentas, templates e materiais complementares para ajudar o gestor de RH a implementar uma cultura de medição e ação sobre o Engajamento.

Etapa 1 – Medindo o Engajamento

Não é possível gerir o que não se mede. Mas muitas empresas ainda não sabem como medir o Engajamento de seus funcionários. Algumas até desconfiam, mas pensam que é muito caro e complexo.

Na verdade, existem algumas formas baratas, simples e rápidas de dar os primeiros passos para medir o engajamento de seus colaboradores.

Lembre-se que é importante saber o ponto de partida do seu índice para que se possa medir a eficácia das ações e defender os resultados do projeto.

[OPORTUNIDADE: Nesta etapa preparamos um presente: um template para você fazer a sua própria pesquisa: AQUI]

1.1 Aproveite os dados já colhidos pela empresa

Este primeiro tópico não é obrigatório, mas ajuda a envolver mais pessoas no processo e dar importância Institucional para a preocupação com o Engajamento. Empresas que ainda não colheram dados de seus colaboradores podem passar para o próximo tópico.

Muitas das empresas já possuem as informações necessárias para atuar sobre o Engajamento de seus funcionários. Fontes como Pesquisa de Clima, Espaços na Intranet voltados para feedbacks sobre questões éticas, outputs de comitês multifuncionais voltados para Pessoas, etc. Apesar de não serem canais especializados no tema Engajamento, este tema é transversal em todas estas pesquisas, e o que queremos para iniciar os trabalhos são informações que nos ajudem a tomar decisões, mais do que o estado da arte no tema.

O primeiro passo para iniciar um trabalho de aumento de Engajamento é então reunir todas as informações já existentes e elaborar um diagnóstico sobre o que pode estar afetando o Engajamento da empresa. Não é exceção o caso de empresas que ao reunir estes materiais descobrem que seus principais problemas não são questões salariais (como a Diretoria acreditava), mas sim uma liderança que não inspira, falta de clareza no propósito ou na estratégia, falta de bem-estar e equilíbrio da vida pessoal e profissional, entre outros.

[DICA] Esse primeiro passo é importante para apontar suspeitas, possíveis caminhos de descoberta e sensibilizar outros influenciadores que vão acompanhar o processo (como CFO, CEO ou outros líderes). O RH é muito demandado para ser mais estratégico, mais focado em números e que tenha ações mais conectadas. Mostre essa preocupação desde o início do seu Projeto de Aumento de Engajamento.

1.2 Desenvolva sua própria Pesquisa de Engajamento

É hora de ouvir seu público. Baixe agora o Template de Pesquisa de Engajamento que utilizamos e comece hoje mesmo a acompanhar seus indicadores de Engajamento.

Dispare esta pesquisa através de alguma ferramenta (como Google Forms ou Monkey Survey, por exemplo) para todos os seus colaboradores e faça a análise destes resultados. Repita a mesma pesquisa de tempos em tempos para medir a eficácia de suas ações e a evolução dos indicadores.

No material que preparamos para te ajudar tem todas as dicas para você fazer a sua própria pesquisa hoje. BAIXE AQUI

Etapa 2. Envolva os líderes na cultura de Engajamento

Uma Pesquisa da Harvard Business Review mostrou que, em uma empresa na qual os líderes fazem o que pregam que deve ser feito, colaboradores são 55% mais engajados, 53% mais focados e possuem menor probabilidade de querer sair.

Além de serem os multiplicadores das práticas focadas no Engajamento, a alta Diretoria é o espelho comportamental da Organização. Dedique tempo para sensibilizar o board (pelas questões financeiras E humanas) para conseguir tanto força institucional para o projeto quanto que eles se sintam donos do comportamento esperado. Para isso, tenha muito claro quais são as coisas que a empresa “Deve seguir fazendo” e o que ela deve “Parar de Fazer”.

Os próximos tópicos ajudam nesta descoberta.

[DICA] 9 em cada 9 funcionários reclamam do líder comando e controle. Se você possui líderes que tratam suas equipes como crianças saiba que eles são grandes responsáveis pelo baixo Engajamento dos colaboradores. Comece dando-os chance de mudarem seus estilos de liderança, ou deixando-os seguir com seus estilos em alguma outra empresa. Pessoas são contratadas por empresas e as deixam por seus líderes.

Etapa 3. Comunique o Propósito Empresarial

As pessoas cada vez mais procuram um significado em seu trabalho. Não é novidade que sabermos o “Por quê” fazemos algo nos engaja mais do que se formos tratados como máquinas de tarefas. E o “por quê” mais importante é o entendimento do Impacto Positivo da Organização.

O mesmo estudo da HBR descobriu que pessoas que encontram significado em seu trabalho tem 3x mais chances de se manter no trabalho (foi o maior impacto descoberto pela pesquisa), além de 40% mais Engajamento e 70% mais Satisfação no Trabalho.

Envolver as pessoas em um espírito coletivo de impacto positivo vai motivar verdadeiramente sua equipe a produzir muito mais e de forma sustentável.

Tente chegar a esta resposta:

A minha empresa existe para ______(preencha).

Busque uma resposta humana, focada na melhoria da vida de pessoas, e que seja verdadeira. Teste este conceito com diversos níveis de colaboradores para avaliar quão motivante e verdadeiro ele é antes desta definição.

Escrevemos sobre como as empresas não conseguem motivar adequadamente seus times, e como podemos melhorar a motivação das pessoas [veja o post aqui].

Etapa 4. Fomente o Engajamento Social

O Propósito da empresa é importantíssimo, mas não é tudo. O voluntariado e as doações empresariais são formas de materializar o propósito da empresa e TAMBÉM podem ser utilizados para possibilitar que pessoas que se identificam com o Propósito da empresa, mas possuem vontades individuais de ajudarem o mundo de outra maneira.

Por exemplo um Engenheiro de uma empresa de Óleo e Gás que genuinamente se interessa pelo propósito de sua empresa de “gerar energia para facilitar a vida das pessoas”, pode querer também ajudar mais diretamente crianças em estado de vulnerabilidade social.

 

A empresa com alto índice de Engajamento entende que, além de prover a oportunidade de impacto social com suas atividades profissionais, ela pode ser uma viabilizadora/facilitadora da descoberta do propósito individual de seus colaboradores.

Outro erro comum das empresas é achar que engajar a empresa socialmente é muito custoso ou complexo. Existem formas simples e eficazes de gerar este impacto. Como no caso da Go Good (sim, nós 🙂 ) que faz com que as atividades de bem-estar dos colaboradores gerem créditos a serem doados a ONGs pela empresa.

Etapa 5. Invista no Bem-Estar da Empresa

As pessoas se engajam verdadeiramente com a empresa se perceberem que ela está preocupada em gerar um impacto positivo em suas vidas.

 

Mais do que apenas dinheiro, elas avaliam sua relação com a empresa com fatores como equilíbrio entre vida pessoal e vida profissional, aprendizado, desafio e também o quanto que elas se tornaram mais ou menos saudáveis por causa da empresa.

Na Go Good, por exemplo, 59% dos usuários da nossa plataforma de bem-estar declaram aumento de engajamento com seus empregadores. De fato as pessoas passam a gostar mais da empresa quando ela demonstra ferramentas eficazes para que elas tenham uma vida melhor fora do ambiente de trabalho.

Além de um fator importante para o colaborador, soluções de bem-estar podem diminuir até 25% dos custos de Plano de Saúde nas empresas por fazer com que pessoas mais saudáveis usem menos ou melhor os seus planos, o que reduz a sinistralidade.

Para saber como desenvolver um programa de bem-estar de altíssimo sucesso, leia esse whitepaper (estudo) que fizemos com As Características dos Programas de Bem-Estar que dão certo.

Etapa 6. Comunique com clareza a Visão da Empresa

A autora do livro “How to be happy at work” (Como ser feliz no trabalho), Annie McKee, escreveu um artigo na Harvard Business Review no qual destaca que os colaboradores precisam saber qual é o futuro que está sendo pensado para a empresa para que elas enxerguem como se encaixam nesta visão.

Comunicar a visão, além de trabalhar o Engajamento dos colaboradores, atua diretamente na prevenção de rotatividade não desejada, uma vez que o colaborador que decidir sair estará abrindo mão de participar de algo que ele já tinha clareza que aconteceria.

Conclusão

Engajamento é um tema muito falado e pouco gerido pelas empresas. Parte desta falta de gestão é pela falta de ferramentas eficazes e de como organizar um grande projeto de aumento de Engajamento Empresarial. Estas etapas podem e devem ajudar gestores de RH a iniciar as mudanças imediatamente, em prol de um futuro melhor. Para a Empresa e para as Pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *